quinta-feira, 31 de março de 2016

Ovos no forno com espinafres, linguiça e tomate

O que fazer com um resto de linguiça que andava perdida no frigorifico? ... este sugestão foi inspirada numa receita do programa Ingrediente Secreto, do Chef Henrique Sá Pessoa, sendo muito útil para aproveitar restos, basta para isso usar a imaginação.
Ingredientes:
400 grs de espinafres
6 pedacinhos de linguiça
4 ovos
50 grs de tomate seco
1 cebola
sal e mistura de pimentas a gosto
azeite

Modo de preparação:
Refoge num fio de azeite a cebola picada e a linguiça cortada em pedaços pequenos. Coloque os espinafres e deixe cozinhar temperando com sal e mistura de pimentas. Unte 4 taças, em loiça de ir ao forno, e divida o preparado anterior por cada uma delas. Junte tomate seco cortado em pedaços e com cuidado coloque um ovo por cima de cada uma das taças. Tempere com sal e leve ao forno por 15 minutos a 180º C. Se gostar do ovo mais cozido, deixe ficar mais alguns minutos no forno.

quarta-feira, 30 de março de 2016

Pudim Não Sei

Fruto de um momento de inspiração de um cozinheiro desconhecido, surgiu este pudim que não tendo sido batizado pelo mesmo, foi passando ao longo do tempo como Pudim Não Sei. E hoje quando perguntam como se chama o pudim... eu digo "Não Sei".

Ingredientes:
1 embalagem de mousse de chocolate com 2 saquetas
2 caixas de natas
2 colheres (de sopa) de açúcar
1 lata pequena de ananás
1/2 pacote de bolacha Maria

Modo de preparação:
Comece por bater as natas e depois das mesmas terem levantado junte o açúcar e bata por mais um pouco, até estas ficarem firmes. Bata o mousse e pique o ananás. Monte o pudim colocando colheradas de mousse de chocolate, de natas, pedaços de bolacha demolhada na calda do ananás e ananás picado, vá repetindo até terminar as várias partes que constituem o pudim.

terça-feira, 29 de março de 2016

Molho de bacalhau

Sendo os portugueses mestres a cozinhar bacalhau e existirem 1001 receitas com este ingrediente, não podia de deixar de não publicar esta receita aqui no blog. Uma receita que trago das minhas memórias de infância.
Ingredientes:
azeite
1 cebola
4 dentes de alho
1 molho pequeno de salsa
200 ml de polpa de tomate
30 batatas pequenas
750 grs de bacalhau já demolhado
1 colher (de café) de cominhos
2 colheres (de café) de pimentão doce
água
sal se necessário

Modo de preparação:
Comece por refogar num fio de azeite, a cebola e o alho picado. Junte a salsa picada, a polpa de tomate, os cominhos, o pimentão doce e cerca de 1 litro de água. Quando começar a ferver coloque as batatas cortadas em rodelas ou inteiras se forem pequenas. Depois de as mesmas estarem cozidas junte o bacalhau e deixe cozinhar por 5 a 10 minutos. Retifique os temperos e se necessário coloque sal apenas nesta fase.

segunda-feira, 28 de março de 2016

Paté de fiambre

Outro dia vi uma frase que dizia "Eat & Drink and be happy" e se temperarmos com bons e verdadeiros amigos, temos sem dúvida uma mesa muito feliz.

Ingredientes:
250 grs de fiambre
6 colheres (de sopa) de maionese
mistura de pimentas q.b.
2 dentes de alho

Modo de preparação:
Numa picadora coloque todos os ingredientes, triture bem até que esta mistura fique com uma consistência de uma pasta. Retifique os temperos e volte a triturar para misturar se necessário.

domingo, 27 de março de 2016

Bolo tropical de cenoura

Para festejar a vida e com votos de uma boa Páscoa para todos.
Ingredientes:
4 ovos
2 chávenas de açúcar
1 chávena de óleo
2 chávenas e meia de farinha de trigo
1 chávena de ananás picado miudinho
2 chávenas de cenoura ralada
1 chávena de nozes
1 chávena de passas
2 colheres (de chá) de canela
1 colher (de chá) de sal
1 colher (de chá) de fermento
1 colher (de chá) bicarbonato de sódio

Modo de preparação:
Bata os ovos com o açúcar, até obter uma mistura esbranquiçada. Juntar de seguida o óleo e assim que estiver bem misturado, adicione a farinha e os restantes ingredientes. Coloque numa forma untada e enfarinhada, leve ao forno a 180º cerca de 1 hora ou até ao teste do palito sair seco.
Para cobertura utilizei a cobertura de queijo creme, publicada no dia 9 de Março, que pode ver aqui.

sábado, 26 de março de 2016

Amendoins com açúcar

Preparando as prendinhas para a Páscoa, os amendoins com açúcar foram uma alternativa às amêndoas que são rainha desta quadra.
Ingredientes:
1 kg de amendoins crus com pele
1 kg de açúcar
800 ml de água

Modo de preparação:
Num tacho de fundo grosso coloque os amendoins, o açúcar e a água. Em fogo médio alto mexa de vez em quando até começar a ferver e engrossar. Nessa altura baixe o fogo para médio, continue sempre a mexer até o açúcar começar a engrossar, ficando  pesado e a açucarado, este processo leva cerca de 1 hora. Retire os amendoins rapidamente para um pirex e mexa para que os mesmos não fiquem em torrão. Depois em pequenas porções leve novamente ao tacho os amendoins e açúcar que possa ter ficado no pirex mexendo sempre, para que o amendoim torre, o açúcar prenda ao mesmo e fique ligeiramente brilhante, cerca de 10 minutos.

sexta-feira, 25 de março de 2016

Hot cross buns

Hot cross buns, traduzindo do inglês "pão quente cruzado", é um género de pão levedado feito com especiarias e frutos secos, nomeadamente passas de uva e groselha secas. Leva uma cruz por cima que pode ser feita com uma mistura de farinha e água, glacé ou com dois cortes.
Apesar de hoje em dia já serem consumidos o ano todo, na sua origem eram apenas consumidos na 6ª feira santa. Conta a história que no século XII, um monge Anglicano, terá os confecionado e marcado com uma cruz por cima, em homenagem a este dia. Este bolinhos tornaram-se muito populares, principalmente no reinado da rainha Elizabete I, passando a ser um símbolo da Páscoa. Por se estarem a tornar tão comuns a rainha decretou que estes apenas poderiam ser consumidos em funerais, no Natal  e na 6ª feira Santa. Os britânicos, sendo um povo supersticioso, acreditavam que os Hot Cross Buns tinham propriedades medicinais e mágicas e receavam que os mesmos fossem vulgarizados. Chegando mesmo a acreditar que estes bolinhos quando confecionados na 6ª feira santa nunca ficariam duros, quando pendurados dentro de casa espantariam os espíritos malignos, protegeriam os barcos de naufragar e as amizades.
É com esta iguaria típica da Páscoa Britânica e com todo o significado neste dia, que participo na 3ª edição do desafio Sweet World, a receita foi retirada do site Inglês Gourmet e pode vê la aqui., tendo efetuado algumas alterações ao nível das especiarias e da cobertura.
Ingredientes:

(Para os pãezinhos)
625 grs de farinha de trigo e um pouco mais para polvilhar
1 colher (de chá) de sal
2 colheres (de chá) de especiarias em pó (eu usei 1 colher (de café) de gengibre, 1 colher (de café) de noz moscada e 2 colheres (de café) de canela)
45 grs de manteiga sem sal, cortada em cubos
85 grs de açúcar
raspa de 1 limão pequeno
1, 1/2 colheres (de chá) de fermento de padeiro
1 ovo
275 ml de leite
125 grs de uvas-passas

(Para a cobertura)
2 colheres (de sopa) de farinha de trigo
2 colheres (de sopa) de água fria
1 gema de ovo
2 colheres (de sopa) de leite

Modo de preparação:
Numa tigela misture a farinha, o sal e as especiarias. Coloque a manteiga usando a ponta dos dedos. Faça um buraco no centro da mistura e adicione o açúcar, as raspas de limão e o fermento. Bata o ovo e adicione à farinha, junto com o leite. Misture até formar uma massa macia e maleável.
Coloque a massa numa superfície de trabalho/bancada polvilhada levemente com farinha. Misture as passas cuidadosamente. Amasse a massa levemente por 5 minutos ou até que fique lisa e elástica.
Unte uma tigela com manteiga. Deixe a massa em formato de bola e coloque nesta tigela, depois cubra com um pano e reserve num local quente por 1 hora. Uma sugestão é aquecer o forno por 5 minutos e desligar, colocando lá dentro a massa na tigela.
Coloque a massa novamente numa superfície polvilhada com farinha e amasse novamente a massa. Faça o formato de bola, mais uma vez e coloque na tigela. Cubra e deixe reservado por mais 30 minutos para crescer.
Coloque a massa uma ultima vez numa superfície polvilhada e divida a massa em 12 partes iguais. Faça uma bolinha em cada uma delas, depois achate ligeiramente, para fazer o formato de um pãozinho. Coloque num tabuleiro forrado com papel vegetal e cubra os pãezinhos por mais 5-10 minutos para descansar.
Pré-aqueça o forno a 240ºC.
Para a cobertura, misture a farinha com a água para fazer uma pasta. Coloque essa mistura dentro de um saco de pasteleiro e desenhe uma cruz em cada um dos pãezinhos, que previamente foram pincelados com uma mistura de gema batida e leite. Baixe a temperatura do forno para os 200ºC e coloque lá os pãezinhos até ficarem dourados.

quinta-feira, 24 de março de 2016

Pãezinhos de leite

Uns pãezinhos super fofinhos para um lanche especial.
Ingredientes:
270 grs de leite
80 grs de manteiga
70 grs de açúcar
20 grs de fermento de padeiro granulado
550 grs de farinha de tipo 65
1 colher (de chá) de sal

Modo de preparação:
Num recipiente coloque o leite quente, a manteiga e o açúcar, mexa até derreter a manteiga. Com esta mistura já morna, adicione o fermento de padeiro e deixe repousar uns minutos enquanto prepara os restantes ingredientes. Coloque num recipiente a farinha, o sal e por fim o fermento que preparou anteriormente, amasse até a mesma se desprender das mãos e se transformar numa massa elástica.
Divida a massa em 12 bolinhas, amasse bem para ficarem lisinhas e coloque-as num tabuleiro de ir ao forno forrado de papel vegetal.
Pincele as mesmas com uma gema de ovo batida com 3 colheres (de sopa) de leite.
Com o forno apagado coloque o tabuleiro lá a repousar por cerca de uma hora até às bolinhas duplicarem de volume. Ao fim desse tempo acenda o forno a 180º e deixe os pãezinhos cozerem por cerca de 20 a 30 minutos. Tenha atenção para não cozerem de mais, pois os mesmos ficam secos.

quarta-feira, 23 de março de 2016

Bolachas recheadas de morango

No passado sábado celebramos o Dia do Pai. Nesse dia multiplicaram-se os gestos de carinho por uma figura que é referência de crianças e adultos, celebrando cada um à sua maneira. Claro que a minha maneira foi na cozinha, de onde saíram alguns mimos para os meus papás. Um desses mimos foram estas bolachas recheadas com o doce de morango e com um coração muito mimoso a celebrar o amor que tenho por ambos.  

Ingredientes:
100 grs de açúcar
100 grs de manteiga
1 ovo
275 grs de farinha
1 colher (de chá) de fermento em pó
Raspa de limão
Doce de morango (ver receita do dia 22/03/2016)

Modo de preparação:
Amasse  a manteiga com o açúcar até obter uma mistura homogénea. Junte a esta mistura o ovo e a raspa de limão. Por fim a farinha e o fermento, trabalhando a massa até obter uma bola lisa. 
Polvilhe a bancada da cozinha ou um tapete de pastelaria com farinha e com a ajuda de um rolo estenda a massa, corte com uma forma a seu gosto e com uma forma mais pequena faça um recorte no meio de metade das bolachas. Leve ao forno a 180º até ficarem douradas. 
Depois de terem arrefecido, coloque uma colher de doce na bolacha inteira e tape com a bolacha que possui o recorte no meio.

terça-feira, 22 de março de 2016

Doce de morango

Na cozinha, nada se perde, tudo se transforma... Perdida no frigorifico andava uma caixa de morangos congelados, que em breve teriam um triste fim e como que num passo de mágica... se transformou num delicioso doce para a realeza cá da casa.


Ingredientes:
500 grs de morangos
300 grs de açúcar
1/2 saqueta de pectina (12,5 grs)

Modo de preparação:
Com ajuda de um garfo ou da varinha mágica triture os morangos com o açúcar, junte a pectina e leve num tacho ao lume mexendo de vez em quando, até engrossar. Retire então do lume e com o doce ainda quente coloque em frascos esterilizados, feche-os e vire-os de "cabeça para baixo". Assim irá criar um vácuo natural que ajudará a conservar o doce.

segunda-feira, 21 de março de 2016

Bifes com natas de cogumelos

De miúdos a graúdos, não conheço quem não goste deste prato. O que levou a muitos restaurantes, com ligeiras adaptações, a incluírem nos seus menus como “Bife à casa”. Aqui fica a minha versão.
Ingredientes:
8 bifes de carne  de porco, vaca ou frango (tamanho pequeno)
2 colheres (de sopa) de manteiga
200 ml de natas
1 lata de cogumelo laminados (355 grs)
1 colher (de sopa) de molho inglês
Mistura de pimentas para bifes da Margão
Sal

Modo de preparação:
Frite os bifes na manteiga, tempere-os com sal e a mistura das pimentas e reserve, se necessário adicione mais manteiga para fritar todos os bifes. Passe os cogumelos pela manteiga em que fritou os bifes, adicione depois as natas e o molho inglês, sem parar de mexer. Coloque novamente os bifes neste molho e envolva, se necessário retifique os temperos. Sirva acompanhado a gosto e em boa companhia.

domingo, 20 de março de 2016

Brooklyn Blackout Cake - Parte 2

Depois de termos preparado o pudim para cobertura e recheio, que pode ver a receita AQUI. A segunda parte do desafio traz-nos um bolo de sabor intenso, que se derrete na boca... obrigada Lemon & Vanilla e basta cheio, por terem-nos dado a conhecer este bolo e sua história. A receita aqui apresentada foi retirada do blog basta cheio e pode ver a mesma AQUI.


Bolo de chocolate

Ingredientes:
320 grs de manteiga, cortada em cubinhos
440 grs de açúcar
4 ovos grandes
2 colheres (de chá) de extrato de baunilha
520 grs de farinha
3 colheres (de chá) de fermento
1 colher (de chá) de bicarbonato de sódio
1 colher (de chá) de sal
100 grs de cacau magro
400 ml de leite
120 ml de café forte

Modo de preparação:
Pré-aquecer o forno a 180 ºC. Untar com manteiga e revestir o fundo com papel vegetal, também untado, duas formas redondas com 22 cm de diâmetro. Polvilhar ligeiramente com farinha e reservar. Peneirar para um recipiente os secos - cacau, farinha, fermento, bicarbonato de sódio e sal. Reservar.
Bater a manteiga com o açúcar durante 4 a 5 minutos até obter um preparado fofo. Acrescentar os ovos, um a um, batendo entre cada adição.
Com a batedeira a baixa velocidade, ir acrescentando o leite misturado com o café e a baunilha, alternadamente com a mistura  de secos, em várias vezes e sem bater demasiado.
Distribuir a massa em quantidades iguais pelas duas formas e levar ao forno cerca de 30 a 35 minutos. Atenção para não deixar cozer e secar demais. Verificar a cozedura comum palito e retirar do forno.
Deixar arrefecer cerca de 10 - 15 minutos e desenformar sobre uma grelha de arrefecimento.

Montagem:
Estando os bolos completamente frios, cortar cada um em duas partes iguais. Neste caso os altos que se formam nos topos do bolo foram suficientes para as migalhas de cobertura, pelo que, usei as 4 fatias na composição do bolo. Se tal não acontecer, usar 3 fatias para montar o bolo e a 4ª para triturar em migalhas finas para camada de cobertura final.
Barrar a fatia da base com pudim de chocolate, colocar nova fatia por cima, voltar a barrar e repetir a operação até à 3ª fatia. Se possível levar o bolo 15 minutos ao frio para "prender" e ficar mais estável.
De seguida, com uma espátula, barrar todo o bolo com o restante pudim, começando pela superfície e continuando pelas laterais, até estar totalmente coberto.
Triturar a fatia sobrante ou os topos do bolo, em migalhas e, com as mãos em concha, espalha-las pela superfície e cola-las nas laterais do bolo, até que adirem e cubram todo o pudim. Aconselho a fazê-lo com delicadeza e evitar apertar as migalhas na mão, pois facilmente se aglomeram e perdem o ar leve e solto que devem ter, além de ser mais difícil de aderirem ao pudim.
Espalhar um pouco de raspas de chocolate por cima (opcional). Colocar mais um pouco de migalhas.
Conservar no frio até ao momento de servir.

Nota: O bolo deve ser conservado no frio.
Nota_1: É essencial que todos os ingredientes estejam à temperatura ambiente.
Nota_2: Independentemente da receita de pudim usada é essencial que este tenha boa consistência.

 

sábado, 19 de março de 2016

Brooklyn Blackout Cake - Parte 1

O desafio "Sweet World" foi lançado pelos blogs Lemon & Vanilla e basta cheio, com o objetivo de nos desafiar a testar doces mundialmente famosos. O primeiro desafio levou-nos para terras de Sua Majestade, Reino Unido, com a receita Queen of Puddings. Não tendo participado na primeira edição, ficou a curiosidade e assim que possível irei testa-la.
Nesta segunda edição temos o Brooklyn Blackout Cake.
"O bolo que hoje é aqui proposto, um verdadeiro clássico americano, criado e popularizado em Brooklyn durante a II Grande Guerra Mundial, por uma famosa cadeia de panificação com várias lojas na cidade, a Ebinger's Bakery Company, deve o seu nome aos apagões que a cidade se viu obrigada a praticar durante um dos mais difíceis e conturbados períodos da nossa história, sendo este o método usado para não serem localizados pelo inimigo.
Assim vos apresentamos o Brooklyn Blackout Cake."
"...as suas características essenciais passam pelo facto de ser um bolo de cacau, escuro, estruturado em camadas, recheado com um rico pudim de chocolate, coberto com o mesmo pudim ou com buttercream de chocolate, levando ainda uma camada finalizadora constituída por "migalhas" de massa do próprio bolo."
  
A receita que aqui apresento foi retirada do blog basta cheio e devo dizer que é um blackout total de prazer, um bolo que os amantes de chocolate não podem perder. Dupliquei apenas as quantidades.
A apresentação da receita será feita em duas partes, a primeira parte, sobre o pudim e a segunda sobre o bolo e a sua montagem, cuja publicação será feita amanhã.
 
Pudim para recheio e cobertura
 
Ingredientes:
150 grs de açúcar branco 
4 colheres (de sopa) de amido de milho
2 colheres (de sopa) de cacau magro
1 pitada de sal
600 ml de leite
4 gemas
240 grs de chocolate negro para culinária (70% cacau)
2 colheres (de chá) de extrato de baunilha
 
Modo de preparação:
Começar por preparar o pudim que deverá ir ao frio no mínimo 4 horas, ou idealmente de um dia para o outro. O importante é estar bem fresco e consistente quando se for usar. Diluir bem metade do amido de milho numa colher (de sopa) de leite e juntar às gemas. Mexer bem até estar um creme homogéneo e sem pedacinhos de amido visíveis e reservar.
Num tachinho juntar o açúcar, o restante amido de milho, o cacau e o sal. Acrescentar o leite e diluir tudo muito bem. Levar ao lume médio até começar a ferver e engrossar ligeiramente e reduzir o lume para o mínimo.
Juntar uma colher (de sopa) do preparado quente às gemas/amido e mexer bem para as destemperar. De seguida verter as gemas no tacho mexendo sempre e deixar cozinhar cerca de 1 minuto, acrescentando de seguida o chocolate e mexer bem até este se encontrar totalmente derretido.
Retirar do lume, acrescentar o extrato de baunilha e transferir para um recipiente que possa ir ao frio. Deixar arrefecer um pouco, tapar com película aderente e levar ao frigorifico até ao momento de usar, no mínimo 4 horas.
 
O bolo e o pudim podem ser preparados num dia e no dia seguinte efetuar a montagem. Amanhã publicarei a segunda parte da receita.  

sexta-feira, 18 de março de 2016

Canelones de atum e legumes

O tempo da Quaresma é o período do ano litúrgico que antecede a Páscoa Cristã. É um tempo de preparação, feito através de jejum, abstinência de carne, caridade e oração. Em casa dos meus pais as sextas-feiras da quaresma, eram sinónimo de salada de atum ou de molho de bacalhau, para assim desta forma se cumprir a abstinência da carne. Relembrando esse tempo e para quem se abstêm de comer carne nas sextas-feiras, do período da Quaresma, aqui fica a minha sugestão.
Ingredientes:
Canelones pré-cozidos
2 latas de atum
1 cebola pequena
2 dentes de alho
Azeite
1 tomate picado
250 grs de mistura de legumes cozidos (cenoura, feijão verde, ervilha)
200 grs molho de tomate QB, Guloso
Molho bechamel
Sal e piri piri a gosto

Modo de preparação:
Comece por preparar um refogado, com o azeite, a cebola e o alho picado. De seguida junte o tomate e deixe cozinhar, adicionando depois o molho de tomate, o atum e os legumes. Deixe apurar e retifique os temperos. Entretanto prepare o molho bechamel.
Espalhe uma camada fina de molho bechamel no pirex, onde depois irá colocar os canelones recheados com o preparado do atum e por cima dos mesmos, novamente molho bechamel. Leve ao forno cerca de 20 minutos para gratinar.

quinta-feira, 17 de março de 2016

Bolo de iogurte

Um destes dias ao passar por uma escola na hora do recreio, percebi que algumas crianças estavam a lanchar as famosas madalenas em pacotinhos individuais e outros bolos com recheios ou pepitas de chocolate, comprados em supermercado. Esse tipo de snacks sempre me chamaram a atenção pela negativa, devido ao seu sabor a plástico, aos alargados prazos de validade e aos ingredientes com nomes estranhos. Assim, deixo aqui a minha sugestão, para dentro desse género de snacks optarmos por algo caseiro, em que conhecemos todos os ingredientes que compõem o mesmo e com mais sabor.
Ingredientes:
4 ovos
1 iogurte natural ou de aroma
3 medidas do iogurte de açúcar
3 medidas do iogurte de farinha
1 medida de iogurte de óleo
1 colher (de chá) de fermento

Modo de preparação:
Coloque primeiro o iogurte e os ovos num recipiente. Depois lave a caixinha do iogurte e utilizando essa medida, junte os restantes ingredientes, primeiro os secos e por fim o óleo. Misture tudo com a ajuda de uma colher de pau ou de uma vara de arames. Leve ao forno a cozer a 180º, numa forma untada, cerca 30 minutos ou até ao palito sair seco.

quarta-feira, 16 de março de 2016

A festa da princesa...

Nos últimos dias tenho publicado receitas de algumas das iguarias que fizeram parte da festa da princesa da casa, tendo as mesmas gerado alguns comentários sobre como tinha tantas ideias e organizava a festa. Organizar a festa da princesa é algo que me dá muito gozo, como dizem por aqui “gosto muito dessas miudezas”. Penso que esse gozo, é a razão principal por procurar fazer sempre algo diferente.

Uma festa de aniversário, para mim, começa cerca de 1 mês antes, depois de definir o tema, escolha que cabe à princesa, começa a pesquisa. Recorrendo à internet, ao visionamento dos desenhos animados que vão dar mote à festa e à recolha de ideias que fui apontando de outras festas por onde passei, faço uma seleção das ideias que são possíveis executar ou adaptar.
Este ano o tema escolhido foi a Sheriff Callie, o que trouxe algum trabalho extra, por ser um tema pouco comum em Portugal e ainda não existirem artigos para festa sobre o mesmo. Por outro lado não utilizar artigos de festa é uma forma de poupança, dado que os mesmos são muito dispendiosos. Por isso utilizo sempre descartáveis de cores lisas e de acordo com o tema da festa.
Atendendo que o tema nos levava para o Oeste americano, onde as imagens do deserto e do rústico nos vêm à cabeça, segui esse caminho para organizar as ideias. Para o convite, imprimi o mesmo em papel kraft, fazendo depois um rolo que prendi com um laço de corda e decorei com uma estrela dourada.
Para decoração da sala, imprimi as personagens que fazem parte dos desenhos animados e coloquei numa das paredes. Comprei cartolinas em vários tons de rosa e cortei bandeiras.
Em madeira construi duas estruturas em forma de cactos e enchi com balões verdes. Utilizei a serapilheira para fazer centros de mesa. A madrinha da minha princesa, fez dois cactos em Eva e um centro com a Sheriff Callie e os amigos. Para a zona do bolo usei uma mesa antiga, caixotes de fruta de madeira e manta de retalhos.



 Inspirada em alguns episódios e amigos da Sheriff Callie, saiu a ementa da festa:
- Mistura do ajudante Peck – Mistura de semente e amendoins de aperitivo
- Chilli do Tio Tortuga – Chilli simples de carne
- Sonhos do Cantinho da Amizade- Sonhos de bacalhau
- Frango do Oeste – Frango frito
- Milkshake da Ella Cowbelle – Panna cota de framboesas
- Doce deserto do oeste – Pudim de bolacha com bolacha triturada por cima
- Priscilla Pie – Tarte de maçã
- Bolo de cenoura do Uncle Bun - Bolo de cenoura com cobertura de queijo creme
- Pepitas de ouro – Ferrero Rocher
- Sumo de cato – Sumo de maçã
- Refresco de groselha – Sprite com groselha
Sendo uma festa para crianças, gosto sempre de pensar numa atividade que permita as mesmas estarem ocupadas. Para além dos desenhos para pintar, este ano fiz uma massa de bolachas simples, que dividi em partes iguais por cada criança. Com a ajuda dos adultos elas esticaram a massa e cortaram com formas diversas as bolachas, decorando depois com pepitas de chocolate, missangas coloridas, flores e corações em açúcar e mini M&M’s, enquanto comeram, as mesmas cozeram no forno e a lembrança da festa foram essas bolachas, dentro dos saquinhos devidamente decorados.
Por fim, a aniversariante e os papás vestiram-se a rigor, com t-shirts alusivas ao tema, para festejar um dia muito especial.

Tarte de maçã

Para terminar o documentário gastronómico da festa da princesa, trago a tarte de maçã. A Priscilla é uma doninha fofinha, amiga da Sheriff Callie, que adora tartes e claro não podia faltar à festa.
Ingredientes:
400 grs de farinha de trigo
160 grs de manteiga
2 ovos pequenos
3 colheres (de sopa) de açúcar
6 colheres (de sopa) de àgua gelada

7 a 8 maçãs
12 colheres (de sopa) de açúcar
2 colheres (de sopa) de amido de milho
canela a gosto

Modo de preparação:
Misture a farinha, a manteiga e o açúcar com as pontas dos dedos. De seguida adicione os ovos batidos e a água, até obter uma bola, embrulhe a mesma em pelicula aderente e leve trinta minutos ao frigorifico.
Estique a massa, com a ajuda de um rolo, numa superfície enfarinhada e forre a forma de tarte, deixando parte da massa para colocar por cima Não é necessário untar a forma, porque a massa tem muita manteiga.
Corte as maçãs em fatias e misture nelas o açúcar, o amido de milho e a canela a gosto. Coloque na tarteira e por cima tape com a restante massa. Fazendo 5 cortes para que a tarte respire. Pincele com leite e leve ao forno a 180ºC, até a massa fucar dourada e a maçã cozida.

terça-feira, 15 de março de 2016

Bolo de chocolate

Cá em casa bolo de festa é sinónimo de bolo de chocolate, sendo o preferidos de todos não podia faltar na festa da nossa xerife.

Ingredientes:
550 grs de farinha com fermento
650 grs de açúcar
125 grs de cacau em pó
240 ml de óleo
360 ml de água morna
8 ovos
uma pitada de sal

Modo de preparação:
Num recipiente coloque a farinha, o açúcar, a pitada de sal e o cacau. Faça um buraco a meio e coloque o óleo e parte da água morna. Mexa com uma colher de pau e vá adicionando a água até obter uma mistura homogénea. Não deixe muito mole porque de seguida irá colocar as gemas uma a uma, mexendo sempre para que fiquem bem incorporadas. Envolva as claras batidas em castelo. Leve ao forno em forma untada a 180º, cerca de 1 hora ou até o palito sair seco.

segunda-feira, 14 de março de 2016

Brigadeiros

Existem imensas receitas de brigadeiros, desde o mais básico de chocolate até novos sabores associados também a novas tendências, como é o exemplo dos brigadeiros de Nutella, de Oreo, de After Eight, etc. Aqui volto a publicar a receita básica e que fica com uma consistência tipo caramelo puxado.
Ingredientes:
1 lata de leite condensado
100 grs de chocolate de culinária
1 colher (de chá) de manteiga
missangas de chocolate

Modo de preparação:
Coloque num tacho o leite condensado, o chocolate de culinária e a manteiga e leve ao lume mexendo de modo a não apegar ao fundo do tacho. Quando começar a ferver, mexa por mais 10 minutos, depois retire, coloque a massa de brigadeiro num prato untado e deixe arrefecer. Unte a palma da mão com óleo e forme bolinhas que depois são passadas por missangas de chocolate ou coloridas.

domingo, 13 de março de 2016

Pudim de bolacha

Numa festa em que o tema era o Oeste, não podia faltar o deserto e logo o pudim de bolacha se transformou em Pudim Deserto do Oeste.
Ingredientes:
250 grs de manteiga
500 grs de açúcar fino
6 ovos
2 pacotes de bolacha maria
1 chávena de café
extrato baunilha q.b.

Modo de preparação:
Bate-se o açúcar com manteiga e depois juntam-se as gemas. Batem-se as claras em castelo e envolvem-se no preparado anterior, se gostar pode aromatizar com extrato de baunilha.
Monta-se o pudim com uma camada de creme de manteiga e outra de bolacha molhada em café, sendo que a última camada será de creme e por cima desta pode colocar bolacha ralada ou chocolate derretido.

sábado, 12 de março de 2016

Panna cotta de framboesas

Continuando a saga da festa da princesa cá da casa...
No Cantinho da Amizade, existe um bar, cuja proprietária é uma simpática vaquinha chamada Ella Cowbelle, a especialidade desse bar são os batidos. Então para a festa, Ella Cowbelle, trouxe-nos um Milkshake de framboesas.

Ingredientes:
800 ml de natas
800 ml de leite meio gordo
320 grs de açúcar
2 colheres (de chá) de essência de baunilha
12 folhas de gelatina incolor

600 grs de framboesas
300 grs de açúcar 

Modo de preparação:
Escolha algumas framboesas e reserve para depois enfeitar a Panna cotta. Coloque as framboesas e os 300 grs de açúcar num tacho e deixe ferver e engrossar. Reserve.
Demolhe as folhas de gelatina em água fria. Num tacho coloque o leite, as natas, o açúcar e a essência de baunilha. Leve a ferver em lume brando, mexendo de vez em quando. Quando começar a ferver retire o tacho do lume e junte as folhas de gelatina mexendo até dissolverem e o molho de framboesas. Coloque num recipiente ou em doses individuais e leve ao frigorifico. 

sexta-feira, 11 de março de 2016

Chilli

Mais um episódio da festa da princesa cá da casa...
E numa festa em que não faltou nenhum dos amigos da Sheriff Callie, o Tio Tortuga também passou por lá e trouxe o seu saboroso e premiado Chilli.
Ingredientes:
500 grs de carne moída
2 latas grandes de feijão vermelho
1/2 l de polpa de tomate
1 pimentão vermelho pequeno
1 cebola grande
3 a 4 dentes de alho
azeite
piri-piri e sal q.b.

Modo de preparação:
Faça um refogado com azeite, alho e cebola. Junte o pimentão partido em pedaços pequenos e de seguida a carne moída, deixando depois a mesma alourar. Por fim os restantes ingredientes, a tomatada, 1/2 l de água (pode usar a garrafa da tomatada para medida) e o feijão. Tempere com piri-piri, sal e uma pitada de açúcar (por causa da acidez do tomate). Deixe cozinhar em lume brando, mexendo para não apegar no fundo, no final retifique os temperos.


quinta-feira, 10 de março de 2016

Beijinhos de coco

Pequenas bolinhas cheias de sabor, que fazem sempre sucesso em festas tanto de adultos, como dos mais pequenos.

Ingredientes:
1 lata de leite condensado
200 grs de coco
1 colher (de sopa) de manteiga
extrato de baunilha
cravinhos

Modo de preparação:
Num tacho leve ao lume médio o leite condensado com a manteiga. Quando começar a engrossar junte o coco e o extrato de baunilha, continue a mexer até desprender do tacho, nessa altura tire do lume, coloque num prato e deixe arrefecer. Forme depois umas bolinhas que se passam por açúcar e enfeitam-se com um cravinho cada uma.

quarta-feira, 9 de março de 2016

Cobertura de queijo creme do Uncle Bun

Por altura do dia dos namorados apresentei aqui uma receita de cobertura de queijo creme para acompanhar o bolo Red Velvet, hoje para o mesmo tipo de cobertura fica aqui outras proporções que fazem com que a mesma tenha um sabor menos intenso a queijo creme. Esta cobertura acompanhou o Bolo de Cenoura do Uncle Bun.

Ingredientes:
200 grs de queijo creme
125 grs de manteiga
2 colheres (de chá) de extrato de baunilha
500 grs de açúcar em pó

Modo de preparação:
Bate-se a manteiga com o açúcar, até ficar numa pasta homogénea. De seguida junta-se o queijo creme e a baunilha, batendo rapidamente de modo a envolver toda a mistura. Cobre-se o bolo com este creme.

terça-feira, 8 de março de 2016

Azáfama na cozinha

Para quem segue o blog regularmente deve ter estranhado nos últimos dias não terem existido publicações... a princesa da casa completou mais uma primavera e na cozinha andamos numa azáfama entre tachos e panelas, preparando os petiscos para a festa. Hoje e amanhã pretendo por em dia as duas receitas em falta.

Bolo de cenoura do Uncle Bun

Uma princesa fez anos e convidou para a sua festa a Sheriff Callie, esta simpática xerife do Oeste trouxe consigo os seus amigos. O Uncle Bun quando soube da festa correu para a cozinha e fez um delicioso bolo de cenoura com cobertura de queijo creme para levar.

Ingredientes:
8 cenouras médias picadas na picadora
1 chávena de óleo
4 chávenas de açúcar
4 chávenas de farinha de trigo
1 colher (de sopa) de fermento
6 ovos

Modo de preparação:
Com a ajuda da varinha mágica ou de um liquidificador bata o açúcar, os ovos, a cenoura e o óleo até obter uma mistura homogénea. Envolva a farinha e o fermento nesta mistura e leve ao forno em forma untada, a 180º C, por cerca de uma hora ou até ao palito sair seco.

segunda-feira, 7 de março de 2016

Bolachas com pepitas de chocolate

Tipicamente americanas as bolachas com pepitas de chocolate, fazem sucesso entre miúdos e graúdos, para um simples snack ou para um chá entre amigos.

Ingredientes:
200 grs de manteiga
1 chávena de açúcar amarelo
2/3 chávena de açúcar
2 ovos grandes
2 colheres (de chá) de extrato de baunilha
1 e 1/2 colher (de chá) de bicarbonato de sódio
3 chávenas de farinha de trigo
200 grs de pepitas de chocolate

Modo de preparação:
Com a ajuda de uma batedeira bata a manteiga com os açúcares, até que esta mistura se torne fofa e esbranquiçada. Junte os ovos, a baunilha e o bicarbonato de sódio e bata por mais um minuto. Misture a farinha e as pepitas de chocolate. Num tabuleiro forrado com papel vegetal coloque colheradas da mistura das bolachas e leve ao forno pré-aquecido a 180º C, cerca de 10 a 15 minutos, até ficarem douradas. Depois de cozidas coloque-as numa rede para arrefecerem e endurecerem.

domingo, 6 de março de 2016

Creme aveludado de cenoura

A sopa faz parte da mesa portuguesa, apesar das novas gerações desvalorizarem a sopa, houve tempos em que em muitas casas o primeiro prato era sopa e quando se perguntava qual era o segundo, a resposta era "um segundo prato de sopa". Até a própria sopa foi evoluindo com o tempo, aqui fica uma cremosa sopa de cenoura.

Ingredientes:
3 batatas
6 cenouras
2 cebolas
1 l de caldo de galinha
3 colheres (de sopa) de natas
1 gema de ovo
sal e salsa picada
 
 
Modo de preparação:
Lave, descasque e pique todos os legumes. Numa panela coloque as cebolas, cenouras e batatas junto com um fio de azeite e deixe refogar por 10 minutos, mexendo de vez em quando. Junte o caldo e deixe cozer durante 20 minutos ou até que os legumes estejam cozidos. Em seguida, triture a sopa com a varinha mágica e deixe ferver de novo. Enquanto isso, bata separadamente a gema e as natas numa taça e adicione uma concha de sopa mexendo bem para que não talhe as natas nem a gemas. Junte esta mistura à sopa sem parar de mexer e em lume brando. Retifique os temperos, enfeite com a salsa e um fio de natas.

sábado, 5 de março de 2016

Bife à regional

Típico de São Miguel o bife à regional ou à micaelense, ganhou fama através de um restaurante na baixa de Ponta Delgada chamado Alcides. Hoje não há restaurante típico de São Miguel que não sirva esta iguaria, cada um dando o seu toque. Variam na pimenta uns usam-na em vinagre outros salgada, há ainda quem substitua o vinho branco ou a cerveja por whisky ou brandy. Há quem sirva com ovo a cavalo, outros apenas com arroz e batata frita. Eu optei por servir com umas chips de batata doce.

Ingredientes:
6 bifes de novilho (lombo ou acém)
1 pimenta salgada
3 dentes de alho laminado
1 folha de louro
330 ml de vinho branco ou cerveja
óleo para fritar
1 colher (de sopa) de manteiga
sal e pimenta

Modo de preparação:
Comece por aquecer o óleo numa frigideira e doure os bifes de ambos os lados, de modo a que fiquem no ponto mal, médio ou bem passado ao gosto de cada um. Tempere com sal e pimenta e reserve. No óleo em que fritamos os bifes junte o alho laminado e a folha de louro. Se achar que restou muito óleo retire algum. Regue com o vinho branco ou a cerveja e deixe evaporar um pouco. Junte o pimento, previamente limpo e cortado em tiras. Adicione a manteiga, mexendo sempre até que o molho fique cremoso, sem deixar ferver.
Coloque o molho por cima dos bifes e sirva.

sexta-feira, 4 de março de 2016

Chips de batata doce

Desde que estive na Terceira e pude saborear as chips de batata doce que acompanhavam o hamburger gourmet na Quinta dos Açores, nunca mais consegui tira-las da cabeça. São um saudável acompanhamento crocante ou mesmo um snack diferente. Aqui fica a minha versão.


Ingredientes:
2 batatas doces
sal fino q.b.
açúcar amarelo q.b.

Modo de preparação:
Comece por lavar bem as batatas doces sem descascar. Com ajuda de uma mandolina ou outro cortador de batatas em chips, corte as batatas. Num tabuleiro forrado com papel vegetal coloque as batatas de modo a que não fiquem sobre postas. Polvilhe com açúcar e sal a gosto. Leve entre 30 a 40 minutos ao forno a 160º.

quinta-feira, 3 de março de 2016

Pão de ló

A receita de Pão de ló é uma daquelas que não podem faltar numa cozinha. Esta é uma receita simples do tempo das nossas avós e que nos reconforta a alma.


Ingredientes:
4 ovos
220 grs de açúcar
Igual medida de açúcar em farinha sem fermento

Modo de preparação:
Comece por untar uma forma de buraco. Separe as gemas das claras e bata as claras em castelo. Junte o açúcar e continue a bater. Envolvas as gemas batidas às claras com a ajuda de uma colher de pau e de seguida a farinha. Coloque o massa na forma e leve ao forno a 180º por cerca de 30 minutos.

quarta-feira, 2 de março de 2016

Maçã com mel e canela

Na época das maçãs, a minha mãe tinha o hábito de cozer maçãs e congelar para não desperdiçar. Depois no Inverno, já fora de época das mesmas, ao lanche ou ao serão, servia aquele puré quentinho. Matando as saudades desse tempo e adaptando aos tempos de hoje, aqui fica uma receita rápida para um snack ou sobremesa.


Ingredientes
2 maçãs
2 paus de canela
2 colher (de chá) de mel
canela em pó para polvilhar

Modo de preparação:
Lave as maçãs e retire o interior com uma faca ou descaroçador de fruta. Disponha-as num recipiente que possa ir ao micro-ondas e no interior de cada uma coloque 1 colher (de chá) de mel e o pau de canela. Leve ao micro-ondas o recipiente tapado por cerca de 5 minutos. Retire, deixe arrefecer um pouco e polvilhe com canela. Silva de imediato.

terça-feira, 1 de março de 2016

Salada de delicias do mar

A pedido de muitas famílias... aqui fica mais uma receita rápida e fácil. Com sucesso garantido para um daqueles dias que devia ter mais do que 24 horas.


Ingredientes:
500 grs de massa cotovelinho
3 cenouras raladas
250 grs de delicias do mar
2 ovos cozidos
Salsa
Maionese
Azeite
Vinagre
Sal

Modo de preparação:
Coloque a massa cotovelinho a cozer, temperada com sal. Assim que estiver pronta, ao gosto de cada um, mais ou menos cozida, retire e escorra, coloque num recipiente para servir e regue com um fio de azeite. Pique as delicias do mar e misture na massa, bem como a cenoura ralada. em outro recipiente misture a maionese, o azeite, o vinagre, a salsa picada e o sal, prove e retifique temperos se necessário. Envolva este molho na massa. Corte os ovos em quartos e coloque por cima a enfeitar.