domingo, 31 de janeiro de 2016

Bolo pudim

Quando vemos pela primeira vez este bolo pensamos o quanto complicado de fazer ele deve ser. Mas a magia deste bolo faz-se dentro do forno, um bolo meio maluco que depois de tudo misturado e no calorzinho do forno se separa e fica com este aspeto maravilhoso.
 
Ingredientes:
 
Bolo:
4 ovos
200 grs de açúcar
125 grs de manteiga
225 grs de farinha com fermento
60 grs de chocolate de pó
1 dl de leite
 
Pudim:
1 lata de leite condensado
2 medidas (lata leite condensado) de leite
4 ovos
 
Modo de preparação:
Ligar o forno a 180ºC. Começar por fazer o bolo batendo o açúcar e os ovos, até ficar uma mistura clara. Adicionar a manteiga derretida, o chocolate em pó com a farinha e finalmente o leite batendo bem.
Forrar uma forma de buraco com o caramelo liquido e deitar a massa do bolo lá. Prepara o pudim, que consiste em bater todos os ingredientes. Deitar o pudim por cima do bolo e levar ao forno a cozer em banho Maria. Coze cerca de 50 minutos e desenforma-se depois de frio.

sábado, 30 de janeiro de 2016

Massa Sablé (Tarteletes de lemon curd)

Na sequência da receita de ontem, de lemon curd aqui fica um exemplo de como pode ser utilizado numa sobremesa. Tendo o creme previamente preparado têm se uma receita rápida e com um aspeto super elaborado. A receita da massa pode ser utilizada em outras variantes para isso basta dar asas a imaginação.
 

Ingredientes:
300 grs de farinha
150 grs de manteiga
100 grs de açúcar
1 ovo
1 pitada de sal
 
Modo de preparação:
Coloque todos os ingredientes secos num recipiente, faça um buraco ao meio e coloque todos os restantes ingredientes, sendo que o ovo foi batido previamente. Amasse tudo até ficar com uma massa homógena.
Com a ajuda de um rolo estique a massa de modo a puder forrar uma tarteira ou pequenas formas de tarte.
Depois de forradas pique com o garfo as tartes, podendo-se rechear neste momento ou então cozer apenas a massa e recheá-las depois, como por exemplo com Lemon Curd ou natas batidas com fruta fresca.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Lemon curd

"Se a vida te der limões, faça limonada." Nos dias que correm temos de aproveitar tudo o que a vida nos dá. Na cozinha passa-se a mesma coisa, quantas vezes estragam-se ingredientes que podiam ter sido aproveitados para situações futuras. Em altura de abundância de limões, fiz "lemon curd" ou creme de limão. Para além de ser uma forma de aproveitar limões, este creme é muito versátil podendo servir para recheio de tortas, acompanhar uns scones ou até umas simples torradas. No verão é um excelente topping para um gelado de nata. Este creme pelo que pesquisei tem uma durabilidade de cerca de 3 meses no frigorifico.
 

Ingredientes:
6 limões
6 ovos
120 grs de manteiga
450 grs de açúcar
 
Modo de preparação:
Num tacho coloque o sumo e a raspa dos limões, a manteiga e o açúcar. Leve ao lume até dissolver tudo bem.
Entretanto bata os ovos com uma vara de arames. Retire a mistura do lume e junte os ovos, mexendo sempre. Leve novamente ao lume, sem deixar de mexer e até engrossar. Se fizermos o teste do ponto estrada nas costas de uma colher e se formar a estrada o creme estará pronto.
Retire do lume e coloque em frascos esterilizados. Volte-os de cabeça para baixo durante 30 minutos para criar vácuo. Guarde no frigorifico até usar.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Fofas do Faial

Com menos expressão a nível de festejos, mas continuando a tradição das quatro quintas feiras, celebra-se hoje Dia de Compadres. Festejos que muitas vezes são pretexto para sentarmo-nos à mesa e convivermos com familiares e amigos, que devido à correria do dia a dia, nem sempre estamos com eles. Por estes dias à mesa faialense não podem faltar as fofas ou fofas escaldadas como diziam os antigos. Típicas da ilha do Faial apesar de terem o mesmo nome das que apresentem na primeira quinta feira, receita da ilha Terceira, as do Faial variam ao nível da massa base que é levada ao lume a cozer/escaldar.
 
Ingredientes:
 
Fofas:
500 grs de farinha sem fermento
1 l de água
1 colher (de sopa) de manteiga
10 ovos
1 limão (só a casca)
1 pitada de sal
1 colher (de chá) de fermento
 
Recheio:
1 l de leite
2 copos de açúcar
4 colheres (de sopa) de amido de milho
2 colheres (de sopa) de manteiga
5 gemas
Raspa de 1 limão
 
Modo de preparação:
Num tacho ferve-se a água, a casca do limão, a manteiga e o sal. Deita-se a farinha toda de uma vez e mexe-se até fazer uma bola. Coloca-se num recipiente e deixa-se arrefecer. Adiciona-se a esta massa um ovo de cada vez e por fim o fermento. Num tabuleiro untado colocam-se montinhos desta massa no tamanho de colheres de sopa. Leva-se ao forno a 220ºc para crescerem rápido, ter atenção para não queimar.
Para o recheio, num tacho juntam-se todos os ingredientes e mexendo sempre deixa-se engrossar. Com um saco de pasteleiro recheiam-se as fofas por uma pequena abertura feita com uma faca.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Warp pizza

Mais do que uma receita, trago hoje uma dica para uma refeição rápida ou para aqueles dias em que nos apetece tanto comer uma pizza e não queremos esperar pelo tempo que leva a massa a levedar ou ter de ir busca-la a uma pizzaria. Não é uma pizza a sério mas dá para enganar.
 

Ingredientes:
Warp’s
Molho de tomate
Queijo mozarela ralado
Fiambre
Cebola
Cogumelos
 
Modo de preparação:
Coloque a Warp ou tortilha num tabuleiro, espalhe o molho de tomate, o queijo ralado e os restantes ingredientes. Tempere com orégãos se gostar e leve ao forno a 180ºC.
Como a Warp é muito fina não deve colocar muita quantidade de cada ingrediente porque depois ficará muito pesada.

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Bifes enrolados


Com quatro livros publicados e dois blogs com milhares de seguidores, Joana Roque é um nome que dá cartas no mundo da culinária. Uma apaixonada que com receitas simples, para todas ocasiões, inspiradas nos ensinamentos da avó, faz com que nos identifiquemos com ela. Nas mãos e nas palavras dela tudo parece ser tão fácil que vale a pena tentar. Do livro dela "O que faço hoje para jantar?", fica aqui uma receita exemplo disso.



Ingredientes:
4 bifanas de porco
4 fatias de queijo
4 fatias de fiambre
1 cenoura
Azeite q.b.
50 ml de vinho branco
Sal e pimenta q.b.
2 dentes de alho
Modo de preparação:
Bata muito bem as bifanas para que fiquem espalmadas. Sobre cada bifana coloque 1 fatia de fiambre, 1 fatia de queijo e um montinho de cenoura ralada. Enrole os bifes, aperte bem e prenda com palitos. Ponha os rolinhos num tabuleiro adicione o alho picado, tempere com sal e pimenta e regue com azeite e vinho branco. Leve ao forno pré aquecido a 180ºC, cerca de 30 minutos.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Papas de aveia, maçã e canela

Sendo o pequeno almoço a refeição mais importante do dia, nem sempre o fazemos da melhor forma. Para que não haja a desculpa sobre a falta de tempo, aqui fica uma sugestão rápida, saudável e saborosa.
 
Ingredientes:
2 colheres (de sopa) de flocos de aveia
1 colher (de chá) de açúcar mascavado
1 maçã pequena
50 ml de leite
150 ml de água
 
Modo de preparação:
Coloque todos os ingredientes numa tigela e misture. Leve depois ao micro-ondas durante 5 minutos parando um ou duas vezes para mexer.
Passados os 5 minutos retire do micro-ondas, polvilhe com amêndoa torra e canela a gosto.

domingo, 24 de janeiro de 2016

Bolos lêvedos

Em casa da minha Avó, dia de bolos lêvedos ou bolo rolão como ela chamava, era dia de festa. No dia anterior era anunciado o grande petisco, quase que não dormíamos à espera da hora para saborear o delicioso manjar. De manhã cedo ela levantava-se e amassava os bolos que ficavam o dia quase todo a levedar, a espera tornava-nos impacientes e a pergunta era constante “Está quase?”. Mas os bolos tinham a sua hora e gostavam de crescer devagarinho. Então depois do almoço era a altura de recomeçar o ritual, punha-se a lenha na “chapa” (género de fogão a lenha que existe ao lado do forno de lenha), para ir começando a aquecer. Enquanto isso tendiam-se os bolos, redondos e achatados, que cresciam uma última vez antes de ir para o lume, onde eram cozinhados pacientemente em tijolo de barro (género de sertã em barro). E bolo após bolo, num momento sem pressas, iam-se debulhando histórias antigas de como ela tinha aprendido a fazê-los e de como é que a mãe e sogra faziam. Parece que ainda te vejo encostada à chapa e com a alegria que tinhas nestes dias, sim para ti este era um dia de festa.
A receita que aqui apresento já é uma receita adaptada, pois a minha avó apenas colocava nos seus bolos, farinha, água, levedura, açúcar e sal. Apesar de ser uma receita simples, nunca mais ninguém conseguiu faze-los como ela.
 
Ingredientes:
1 kg de farinha de trigo
300 grs de açúcar
4 ovos
½ litro de leite
1 colher (de chá) de sal
1 colher (de sopa) de levedura ou fermento de padeiro
3 colheres (de sopa) de margarina
 
Modo de preparação:
Em parte do leite morno coloque a levedura ou fermento de padeiro e deixe crescer. Aqueça o restante leite com o sal e a margarina. Numa tigela coloque a farinha, os ovos, o açúcar e adicione gradualmente o leite com a margarina e amasse. Por fim coloque a esponja formada com o leite e a levedura e amasse até ficar com o massa elástica. Deixe levedar por 7 horas ou então deixe a levedar durante a noite. Forme pequenas bolas e achate-as e ponha a levedar uma última vez em cima de uma toalha enfarinhada, por aproximadamente 45 minutos a 1 hora. Leve a cozer numa frigideira de ferro pré aquecida e polvilhada com farinha. Coza de ambos os lados.

sábado, 23 de janeiro de 2016

Suspiros

A cozinha é sem dúvida uma grande escola de gestão. Com uma inteligente gestão do tempo, dos ingredientes, do orçamento e não esquecendo a máxima “nada se perde tudo se transforma” conseguem-se operar grandes milagres numa cozinha. Assim sendo e na sequência da receita de ontem, das Donas Amélias, aproveitando a sobra das claras, fica aqui hoje a receita de Suspiros. Só por si uma delicia, mas que também podem servir de complemento a outras receitas ou para dar um toque a uma receita básica. Por exemplo, uma mousse de chocolate instantânea, com uns suspiros inteiros ou picados por cima ou até mesmo uma mistura frutas com iogurte grego e suspiros, ficaram a parecer receitas de revista. Conserve os suspiros num recipiente bem fechado.
Ingredientes:
4 claras
2 colheres (de chá) de sumo de limão
200 grs de açúcar fino
2 colheres (de café) de amido de milho

Modo de preparação:
Bata as claras com o sumo de limão, quando levantarem e ficarem espuma, um pouco antes do ponto de castelo, adicione o açúcar misturado com o amido de milho, gradualmente.
Leve ao forno a 120º, por 2 horas, num tabuleiro forrado com papel vegetal e sobre qual se dispõe os montinhos de claras.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Donas Amélias

"As Donas Amélias são uma receita típica da Ilha Terceira, tendo a sua origem em 1901, aquando da visita Régia da Rainha D. Amélia e do Rei D. Carlos pela Ilha Terceira. Este doce foi confecionado em forma de uma queijada, provém de um outro bolo mais antigo, feito com especiarias. Os habitantes da ilha ofereceram ao Rei e à Rainha como forma de agradecimento, as queijadas, atribuindo assim o nome da Rainha aos doces, como forma de homenagem."
Sempre que visito um local gosto de provar a sua gastronomia típica. Foi com este espirito que provei pela primeira vez estas queijadinhas, que trazem consigo os sabores das Índias através das especiarias.
Agradeço a uma amiga e leitora atenta do blog pelo envio da receita. Obrigada Eva...
Ingredientes:
4 ovos
4 gemas de ovos
250 grs de manteiga
500 grs de açúcar
1 colher (de chá) de canela
1 colher (de chá) de noz moscada
Raspa de limão
3 colheres (de sopa) de farinha de milho amarela
3 colheres (de sopa) de farinha de trigo
5 colheres (de sopa) de melaço
Passas douradas a gosto

Modo de preparação:
Bata a manteiga com o açúcar e depois adicione gradualmente os ovos e por fim os restantes ingredientes. Coloque em formas untadas e enfarinhadas, por cima de cada queijada coloque passas a gosto picadas e enfarinhadas. Leve ao forno entre 180º a 200º.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Malassadas

A segunda receita dedicada ao Carnaval são as Malassadas, nome dado na ilha de São Miguel para um género de massa frita, ao qual variando alguns ingredientes e formato podem ser também chamadas de filhoses em outras ilhas como é o caso do Faial. Mesmo dentro da ilha de São Miguel existem diversas variantes desta receita que passa essencialmente por colocar ou não colocar três ingredientes: Sumo e raspa de laranja, raspa de limão e aguardente. Aqui fica uma das receitas e os votos de um feliz dia de amigas, sim porque hoje é a terceira quinta-feira antes do Carnaval e o dia é dedicado a “elas”.
Ingredientes:
550 grs de farinha tipo 65
11 grs de fermento seco granulado para pão
25 grs de açúcar (+- 2 colheres de sopa)
30 grs de manteiga amolecida
3 ovos
Sumo de uma laranja
Leite de modo a perfazer 270 grs em conjunto com o sumo de laranja
20 grs de aguardente

Modo de preparação:
Num recipiente coloque o sumo de laranja, o leite, o sal, a manteiga e o fermento. Misture bem para dissolver o fermento. Junte a aguardente e o açúcar. Depois alternadamente a farinha e os ovos até obter uma massa homogénea. Deixe levedar aproximadamente uma hora, até a massa duplicar de volume. 
Coloque, depois da massa levedar, o óleo a aquecer e com as mãos também untadas com óleo, tire pedaços de massa e estique-a com cuidado para ficar mais fininha no centro. Leve a fritar de ambos os lados. O óleo não deve estar muito quente para não queimar. Depois de fritas coloque-as a escorrer em papel absorvente e passe-as por açúcar.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Um lanche especial...

Com honras da melhor toalha de chá e de ser retirado do armário o serviço da Vista Alegre, fui recebida virtualmente numa casa terceirense que diariamente acompanha o meu blog e  que me presenteou com um lanche inspirado nas receitas que aqui vou publicando.

Vinte dias e vinte receitas depois não esperava ser recebida nas vossas cozinhas com tanta alegria. Direta e indiretamente, por mensagem ou pessoalmente muitos são os que têm dado os parabéns e me incentivado neste desafio.

Obrigada Eva e obrigado a todos pelas palavras e principalmente por me acompanharem diariamente nesta caminhada gastronómica... porque como costumo a dizer “cozinhar é dar um pouco de nós, é dar amor”, enquanto as forças não me faltarem aqui continuarei a publicar receitas cheias de amor.

Obrigada.


Ovos recheados com molho bechamel

A crise e as preocupações com uma alimentação mais saudável levou a que voltássemos a adotar hábitos antigos... a marmita voltou. E voltou com estilo, sendo já várias as marcas que apostam em marmitas cheias de charme para levar para o trabalho e outros utensílios para complementar a mesma. Aqui fica uma receita que poderá ser utilizada para uma marmita...
Ingredientes:
6 ovos
1 colher (de sopa) de maionese
1 lata de atum
Miolo de um papo-seco demolhado em leite
Salsa
Piri-piri
Sal
Molho bechamel (ver dia 7 de janeiro)

Modo de preparação:
Coza os ovos. Descasque-os e parta-os em metades. Retire as gemas e coloque num recipiente. Junte às gemas, à maionese, o atum, o miolo de papo-seco e tempere com salsa, piri-piri e sal.
Recheie as claras com este preparado e disponha-as num pirex. Prepare o bechamel e ponha por cima dos ovos recheados. Leve ao forno a dourar.

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Arroz de tomate

E depois da receita de tortas de carne que publiquei ontem, hoje não podia faltar o acompanhamento que à boa mesa portuguesa anda de braço dado com as tortas, ou como se diz em Portugal continental as pataniscas, aqui fica a receita do arroz de tomate.
Ingredientes:
1 cebola pequena
Azeite
2 tomates médios
1 chávena e meia de arroz
1 caldo de galinha
1 l de água
mistura de salsa e alho seco da Margão qb
sal
 
Modo de preparação:
Comece por preparar o caldo de galinha colocando num tacho a água e o cubo do caldo, até ferver. Entretanto pique miudinho a cebola e faça o refogado. Junte os tomates picados e aos quais se retiraram as sementes, deixe cozinhar. Adicione o arroz e um pouco de caldo de galinha, tempere com salsa e com a mistura de salsa e alho da Margão. Á medida que o arroz for cozinhando vá juntando o caldo, até ao mesmo estar no ponto.


segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Tortas de carne

Quantas vezes nos restou carne que apenas dá para uma pessoa. Aqui fica uma dica para transformar numa refeição para três.
Ingredientes:
200 grs de carne
1/2 cebola pequena
4 talinhos de salsa
2 ovos
8 colheres (de sopa de farinha)
150 ml de água com gás (*)
sal e pimenta q.b.

Modo de preparação:
Pique a carne, a cebola e a salsa. Misture então os ovos, previamente batidos e a farinha. Vá juntando aos poucos a água com gás de forma a fazer um polme. Tempere com sal e pimenta.
Ponha colheradas deste preparado em óleo a ferver para fritar. Depois escorra bem as tortas em papel absorvente. 

(*) A água com gás vai tornar as tortas mais fofas.


domingo, 17 de janeiro de 2016

Peras bebedas

Este foi o fim de semana das sobremesas. Fica aqui mais uma sugestão simples e diferente.
Ingredientes:
6 peras
5 dl de vinho do Porto
6 colheres (de sopa) de açúcar
1 pau de canela
2 estrelas de anis
1 casca de limão

Modo de preparação:
Coloque todos os ingredientes, exceto as peras, num tacho e leve ao lume até ferver. Entretanto descasque as peras e coloque na mistura do vinho quando esta estiver a ferver. Deixe-as cozer por 20 minutos, depois retire-as e deixe reduzir a calda. Coloque a calda por cima das peras.

sábado, 16 de janeiro de 2016

Tarte de limão merengada

Esta é sem dúvida uma das minhas sobremesas de eleição nos últimos tempos. Parece complicada? enganam-se... é fácil e deliciosa.
Ingredientes:

Base:
2 pacotes de bolacha maria
200 grs de manteiga

Recheio:
1 lata de leite condensado
4 gemas
2 limões (raspa e sumo)

 Merengue:
4 claras
100 grs de açúcar

Modo de preparação:
Triture a bolacha e junte a manteiga. Forre a tarteira com esta base. Leve ao frigorífico por 15 minutos.
Para o recheio bata todos os ingredientes e coloque o preparado dentro da forma. Leve ao forno a 200º graus por 20 minutos. Entretanto bata as claras com o açúcar para o merengue e nos últimos 5 minutos coloque este na tarte. Depois dos últimos 5 minutos desligue o forno mas deixe a tarte no forno por mais alguns minutos.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Camarão no forno

Para quem continua hoje os festejos do dia dos amigos, aqui fica a sugestão de um petisco.
Ingredientes:
1 kg de camarão 21/30
1/2 cerveja
1 colher (de sopa) de massa de alho
Piri piri a gosto
125 grs de manteiga
sumo de 1 limão
sal
 
Modo de preparação:
Coloque o camarão descongelado num pirex.
Num tacho coloque a cerveja, a massa de alho, o piri piri, a manteiga e uma pitada de sal. Leve ao lume até derreter a manteiga. Coloque este preparado por cima dos camarões e depois regue com sumo de limão. Leve ao forno a 200º.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Filhós de forno ou fofas de forma

Hoje é a primeira quinta-feira, das quatro que antecedem o Carnaval. Celebrando a amizade os açorianos preparam esta época atribuindo a cada quinta-feira um dia aos amigos, às amigas, aos compadres e às comadres, respetivamente.
"Calcula-se que esta tradição tenha cerca de 100 anos. Nas várias freguesias de cada ilha do Arquipélago dos Açores as pessoas reuniam-se às quintas-feiras, conhecidas como noites de serões, para escolher o trigo e outros cereais que seriam utilizados nas comemorações do Divino Espírito Santo. Durante a noite eram declamadas poesias e cantigas que exaltavam a amizade. Com o passar dos anos, a tradição manteve-se, mas o objectivo evoluiu ao sabor das vontades e a acompanhar os novos tempos."
Então, hoje, a primeira quinta-feira é o Dia dos Amigos, um dia que está guardado para um bom "serão" entre homens.
Será também hoje publicada a primeira de seis receitas típicas do Carnaval, quatro serão publicadas nas quatro quintas-feiras e as restantes duas no domingo e na terça-feira de Carnaval. Hoje trago a receita de filhós de forno ou fofas de forma, a mesma receita com dois nomes a primeira expressão é usada na  ilha Terceira e a segunda no Faial.
 
 
Ingredientes:
Massa:
  • 250 grs. de farinha de trigo
  • 5 ovos
  • 2,5 dl. de leite
  • 2,5 dl. de água
  • 2 colheres (de sopa) de açúcar
  • 1 colher (de chá) de fermento em pó
Creme:
  • 2 copos de leite
  • 1 copo de açúcar
  • 3 gemas
  • 2 colheres (de sopa) de maizena
  • raspa de limão
Modo de preparação:
Massa:
Numa tigela, bate-se muito bem os ovos, depois junta-se a farinha aos poucos e amassa-se muito bem. Junta-se o leite, a água e o fermento, obtendo uma massa líquida. Unta-se as formas muito bem com manteiga e coloca-se a massa, coze-se durante 45 min. em forno quente.
Creme:
Misturam-se os ingredientes todos e leva-se ao lume até engrossar. Depois recheiam-se as fofas.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Caracóis de chourição

A massa folhada é um ingrediente muito versátil, podendo ser utilizada em doces ou salgados e rapidamente se transformar num petisco quando recebemos visitas inesperadas, como é exemplo estes caracóis de chourição.
Ingredientes:
1 base de massa folhada retangular
Chourição
Ketchup
1 ovo

Modo de preparação:
Pincele a massa folhada com ketchup, distribua por toda a massa o chourição. Depois enrole a massa folhada como se fosse uma torta. Corte em fatias e disponha as mesmas num tabuleiro forrado de papel vegetal. Pincele os caracóis com o ovo batido e leve ao forno a 200º, até ficarem dourados.

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Bacalhau espiritual

O bacalhau é rei à mesa dos portugueses tendo se tornado presença imprescindível em certas ocasiões do ano, como é o Natal. Esta receita é uma das centenas que existem de bacalhau e uma combinação interessante quando temos sobras de pão.
Ingredientes:
1 kg de bacalhau desfiado
750 grs de cenouras raladas
300 grs de cebola picadinha
300 grs de pão
1/2 l de leite
4 dl de azeite
200 ml de nata
manteiga, sal e pimenta branca q.b.

Modo de preparação:
Demolhe o pão no leite a ferver. Desfie bem o bacalhau. Refogue as cebolas e as cenouras no azeite. Junte o bacalhau e por fim o pão que depois de demolhado passamos a varinha mágica, formando uma papa. Mexa bem de modo a ficar tudo bem envolvido. Retifique de sal e pimenta branca. Coloque este preparado num pirex untado com manteiga. Por cima coloque as natas temperadas com sal e pimenta branca q.b.
Leve ao forno a dourar.


segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Legumes no forno

Um acompanhamento com três "S's" -  Simples, saudável e saboroso.
Ingredientes:
Abóbora
Batata doce
Tomate cherry
Pimentão vermelho e verde
Azeite
Sal

Modo de preparação:
Corte os legumes de forma a ficarem com dois dedos de largura e um de espessura, exceto o tomate cherry que ficará inteiro. Unte um tabuleiro com azeite coloque lá os legumes, volte a regar com um fio de azeite, tempere com sal grosso e leve ao forno a 200º.

domingo, 10 de janeiro de 2016

Peito de frango recheado com puré de castanhas e ameixa

Existem receitas que só de ler o titulo saltamos à frente por pensarmos que serão demasiado complicadas de executar ou por terem ingredientes pouco habituais da nossa cozinha. Esta pode ser uma dessas situações... mas que vale apena experimentar.
Ingredientes:

3 peitos de frango
250 grs de castanhas descascadas
6 ameixas secas
1/2 colher (de sopa) de manteiga
1 cebola pequena
2 colheres (de sopa) de molho de tomate
1/2 colher (de sopa) de açúcar mascavado
1 cálice de vinho do Porto
1/2 copo de água
sal, pimenta branca q.b.
 
Modo de preparação:
Coza as castanhas, em água e sal. Reduza-as a puré e junte a manteiga e as ameixas picadas. Retifique os temperos, sal e pimenta branca. Faça uma pequena abertura nos peitos de frango e recheie com este puré. Feche os mesmos com a ajuda de palitos.
Prepare o molho com a cebola, o molho de tomate, o açúcar mascavado, o vinho do Porto, a água e retifique os temperos de sal e pimenta. Triture tudo e coloque por cima dos peitos de frango. Leve ao forno a 200º e vá regando com molho para não ficar seco.

sábado, 9 de janeiro de 2016

Charlote de chocolate e natas.

Como despedida desta época especial que é o Natal, aqui fica uma sobremesa especial, bonita e deliciosa.
Ingredientes:
6 ovos
1 embalagem grande de palitos de champanhe
1 tablete de chocolate de culinária (53% cacau)
2 caixas de natas (2 x 200ml)
Calda: 1 chávena e meia de açúcar, 1/2 chávena de água, 1 casca de limão e meio cálice aguardente

Modo de preparação:
Comece por fazer a calda, num tacho coloque o açúcar, a água e a casca de limão, deixe ferver por 3 minutos. Apague o lume e junte a aguardente. Molhe os palitos de champanhe com o lado do açúcar para cima e forre o fundo e os lados de uma forma de aro removível. Derreta o chocolate em banho maria. Bata as gemas até ficar um creme fofo, junte o chocolate e depois envolva as clara batidas em castelo. Coloque este preparado na forma  e por cima coloque as natas batidas com 4 colheres (de sopa) de açúcar. Leve ao frigorífico pelo menos 6 horas antes de servir. Remova o aro antes de servir e enfeite com pepitas de chocolate.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Folhados de camarão

Para entrada de uma almoço especial ou simplesmente para um convívio entre amigos os folhados são sempre um sugestão vencedora. Para recheio dos mesmos basta por a imaginação a trabalhar. Reaproveitando restos ou com ingredientes mais nobres ficam sempre bem.
Ingredientes:
2 bases de massa folhada retangular
400 grs de miolo de camarão pré cozido
molho bechamel (ver receita no dia 07 de Janeiro)
manteiga
pimenta branca
ketchup
sal
1 ovo
amêndoas picadas
 
Modo de preparação:
Comece por preparar o bechamel. Depois frite ligeiramente o camarão em uma a duas colheres de sopa de manteiga e vá colocando-o no molho bechamel. Por fim ponha também a manteiga em que fritou o camarão. Tempere de sal, pimenta branca e ketchup e leve ao lume para apurar, se necessário retifique novamente os temperos.
Corte a massa folhada ao meio no sentido horizontal e depois na vertical mais ao menos seis retângulos em cada uma das partes. Recheie cada um com o preparado do camarão e dobre ao meio de forma a formar um quadrado. Com um garfo pressione os quatro lados. Pincele com ovo e coloque amêndoa picada por cima. Leve ao forno a 180º até os folhados ficarem douradinhos.


quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Molho bechamel

Quantas vezes tentamos fazer um molho bechamel e o mesmo ficou cheio de grumos que acabou no caixote do lixo. Esta receita de tão simples que é, transforma-se num desafio, mas depois de apreender a técnica a mesma torna-se infalível.
Ingredientes:
40 grs de manteiga
40 grs de farinha
1/2 l de leite
sal
pimenta branca
noz moscada
 
Modo de preparação:
Num tacho ferva o leite. Em outro leve a manteiga a derreter ao lume e sem deixar ferver, junte então a farinha, mexendo sempre e deixando cozinhar por 3 a 4 minutos. Este processo chama-se embamata.
Junte então o leite aos poucos e poucos, mexendo sempre e até formar ponto estrada. Tempere com sal, noz moscada e pimenta branca. Se quiser um molho mais brilhante junte nesta altura mais um pouco de manteiga.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Bolo Rei

E porque hoje é dia de Reis... dia de ouvir os ranchos, de fazer as últimas visitas de Natal e de comer uma fatia de bolo rei para nos despedirmos da quadra mágica.
Ingredientes:
750 grs de farinha
30 grs de fermento de padeiro
150 grs de manteiga
150 grs de açúcar
150 grs de frutas cristalizadas
150 grs de frutos secos
4 ovos
raspa de limão
1 decilitro de vinho do Porto
1 colher de (café) de sal

Modo de preparação:
Pique as frutas cristalizadas as secas e coloque num recipiente com vinho do Porto. Dissolva o fermento em 1 dl de água morna e junte 1/2 chávena farinha, deixe levedar. Entretanto bata a manteiga, o açúcar e a raspa de limão. Junte os ovos um a um e a massa do fermento. Por fim depois de tudo estar homogéneo, junte a farinha e o sal. Amasse até ficar uma massa elástica e então junte as frutas. Se necessário junte um pouco mais de farinha. Forme uma bola, polvilhe com farinha e deixe levedar por mais ou menos 5 horas.
Molde então o bolo Rei, esta quantidade dá dois bolos, coloque num tabuleiro forrado de papel vegetal. Pincele com gema de ovo e decore com a frutas secas e cristalizadas e montinhos de açúcar fino. Leve a levedar por mais 1 hora e depois a cozer em forno bem quente.
Quando tirar do forno pincele o bolo com uma mistura de mel com um pouco de água.

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Mistura para chocolate quente

Este ano o Inverno começou cedo... e para aquecer as noites frias fica aqui a receita de uma mistura para chocolate quente. 
Ingredientes:
230 grs de açúcar em pó
1 tablete de chocolate de culinária
115 grs de cacau em pó
115 grs de chocolate em pó
230 grs de leite em pó
115 grs de maizena (amido do milho)

Modo de preparação:
Triture a tablete de chocolate de forma a reduzir a pó. Junte e misture bem todos os restantes ingredientes.
Coloque o preparado num recipiente bem fechado.
Para preparar uma chávena de chocolate quente, junte 2 colheres (de sopa) bem cheias da mistura a 250 ml de leite e levar ao lume mexendo sempre, até levantar fervura e engrossar.
Se juntar 3 colheres (de sopa) da mistura à mesma quantidade de leite e levar ao lume irá engrossar e ficará tipo pudim.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Bolachas de laranja

Porque ontem ela disse-me "Mamã vamos fazer bolachas... daquelas aos corações...". Hoje fica uma receita de bolachinhas de laranja.
Ingredientes:
400 grs de farinha com fermento
150 grs de açúcar amarelo
150 grs de manteiga
sumo e raspa de uma laranja grande
1 ovo

Modo de preparação:
Bata a manteiga amolecida com o açúcar, até obter uma mistura cremosa. Juntar a raspa e o sumo da laranja e o ovo mexendo bem. Por fim adicionar a farinha, formar uma bola e deixar descansar uns minutos no frigorifico.
Estender a massa com o rolo numa superfície enfarinhada cortar as bolachinhas com cortadores próprios, caso não tenha pode usar um copo ou cortar com uma faca.
Colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal e levar ao forno pré-aquecido a 180º cerca de 15 ou até ficarem douradinhas.

domingo, 3 de janeiro de 2016

Doce de abóbora, maçã e canela

Cada vez mais se dá valor à alimentação e a saber o que estamos a comer. Muitas vezes compramos doces quando eles são tão fáceis de fazer e com ingredientes que até temos por casa. Aproveitando umas abóboras que ainda abundam nesta época, aqui fica a sugestão de um doce caseiro ótimo para um lanche. Este saiu da minha cozinha para um cabaz de Natal, porque cozinhar é dar um pouco de nós, é dar amor.
Ingredientes:
1 kg de abóbora já descascada
250 grs de maçã já descascada
625 grs de açúcar
canela a gosto
1 saqueta de pectina* (25 grs)
1/2 copo de água

*Pectina é o gelificante natural, que combinada com o açúcar tem propriedades espessantes, reduzindo o tempo de fervura, mantendo o sabor e a cor da fruta. Pode se encontrar nos supermercados, junto ao fermento e às gelatinas.

Modo de preparação:
Num tacho coloque a abóbora e as maçãs picadas em cubos, o açúcar, a pectina e a água. Leve ao lume até à fruta estar cozida. Nessa altura triture com a varinha mágica. Junte canela a gosto e leve novamente ao lume até engrossar.
Com o doce ainda quente coloque em frascos esterilizados, feche-os e vire-os de "cabeça para baixo". Assim irá criar um vácuo natural que ajudará a conservar o doce.

sábado, 2 de janeiro de 2016

Panquecas

Passamos os dias a correr entre casa e trabalho e muitas vezes o pequeno almoço é tomado em pé, enquanto finalizamos as últimas tarefas, antes de sair de casa. Por isso, ao fim de semana há que aproveitar este momento, sem pressas sentarmos à mesa e desfrutar, e porque não com umas panquecas..

Ingredientes:
1 e 1/2 chávena de farinha com fermento
2 colheres (de sopa) de açúcar
1 pitada de sal
1 ovo
2 colheres (de sopa) de manteiga derretida ou de Vaqueiro líquida
1 chávena de leite

Modo de preparação:
Coloque num recipiente todos os ingredientes secos, misture e forme um buraco ao centro. De seguida coloque no centro desse buraco todos os ingredientes líquidos e bata com uma vara de arames até obter uma mistura homogénea.
Unte uma frigideira com manteiga e leve ao lume médio, assim que estiver quente, coloque dentro cerca de uma concha de massa. Quando começar a aparecer umas bolhas em toda ou quase toda a panqueca vire a mesma e deixe cozinhar do outro lado.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Canja

Se pudesse associar um prato a um determinado dia do ano, para o dia 1 de Janeiro seria sem dúvida uma canja de galinha. Enquanto o último dia do ano traz-nos as extravagâncias do marisco e do champanhe, o primeiro dia do ano sabe-me a canja não sei se por ser um prato sempre presente nos almoços deste dia ou porque muitas vezes, ainda de madruga, durante os bailes de passagem de ano, os foliões por estes lados, eram presenteados com uma canja quentinha e saborosa para continuar os festejos.
Ingredientes:
1/2 galinha
1 fio de azeite
1 cebola
2 dentes de alho
2 cenouras
1 ovo
salsa
sal
1/2 copo de arroz
 
Modo de preparação:
Comece por picar a cebola e coloque-a num tacho com um fio de azeite e os alhos também picados. Junte a galinha partida em pedaços, deixe rosar um pouco. Nessa altura coloque a água e tempere com sal e salsa. Depois da galinha estar cozida retire-a e desfie-a. Triture o caldo com a varinha mágica e volte a colocar a galinha desfiada, a cenoura ralada e o ovo que previamente foi cozido e esmagado com um garfo. Por fim o arroz, retifique de sal e deixe cozinhar até ao arroz ficar no ponto.
Se gostar pode temperar já no prato com umas gotas de sumo de limão.