sábado, 19 de março de 2016

Brooklyn Blackout Cake - Parte 1

O desafio "Sweet World" foi lançado pelos blogs Lemon & Vanilla e basta cheio, com o objetivo de nos desafiar a testar doces mundialmente famosos. O primeiro desafio levou-nos para terras de Sua Majestade, Reino Unido, com a receita Queen of Puddings. Não tendo participado na primeira edição, ficou a curiosidade e assim que possível irei testa-la.
Nesta segunda edição temos o Brooklyn Blackout Cake.
"O bolo que hoje é aqui proposto, um verdadeiro clássico americano, criado e popularizado em Brooklyn durante a II Grande Guerra Mundial, por uma famosa cadeia de panificação com várias lojas na cidade, a Ebinger's Bakery Company, deve o seu nome aos apagões que a cidade se viu obrigada a praticar durante um dos mais difíceis e conturbados períodos da nossa história, sendo este o método usado para não serem localizados pelo inimigo.
Assim vos apresentamos o Brooklyn Blackout Cake."
"...as suas características essenciais passam pelo facto de ser um bolo de cacau, escuro, estruturado em camadas, recheado com um rico pudim de chocolate, coberto com o mesmo pudim ou com buttercream de chocolate, levando ainda uma camada finalizadora constituída por "migalhas" de massa do próprio bolo."
  
A receita que aqui apresento foi retirada do blog basta cheio e devo dizer que é um blackout total de prazer, um bolo que os amantes de chocolate não podem perder. Dupliquei apenas as quantidades.
A apresentação da receita será feita em duas partes, a primeira parte, sobre o pudim e a segunda sobre o bolo e a sua montagem, cuja publicação será feita amanhã.
 
Pudim para recheio e cobertura
 
Ingredientes:
150 grs de açúcar branco 
4 colheres (de sopa) de amido de milho
2 colheres (de sopa) de cacau magro
1 pitada de sal
600 ml de leite
4 gemas
240 grs de chocolate negro para culinária (70% cacau)
2 colheres (de chá) de extrato de baunilha
 
Modo de preparação:
Começar por preparar o pudim que deverá ir ao frio no mínimo 4 horas, ou idealmente de um dia para o outro. O importante é estar bem fresco e consistente quando se for usar. Diluir bem metade do amido de milho numa colher (de sopa) de leite e juntar às gemas. Mexer bem até estar um creme homogéneo e sem pedacinhos de amido visíveis e reservar.
Num tachinho juntar o açúcar, o restante amido de milho, o cacau e o sal. Acrescentar o leite e diluir tudo muito bem. Levar ao lume médio até começar a ferver e engrossar ligeiramente e reduzir o lume para o mínimo.
Juntar uma colher (de sopa) do preparado quente às gemas/amido e mexer bem para as destemperar. De seguida verter as gemas no tacho mexendo sempre e deixar cozinhar cerca de 1 minuto, acrescentando de seguida o chocolate e mexer bem até este se encontrar totalmente derretido.
Retirar do lume, acrescentar o extrato de baunilha e transferir para um recipiente que possa ir ao frio. Deixar arrefecer um pouco, tapar com película aderente e levar ao frigorifico até ao momento de usar, no mínimo 4 horas.
 
O bolo e o pudim podem ser preparados num dia e no dia seguinte efetuar a montagem. Amanhã publicarei a segunda parte da receita.  

2 comentários:

  1. Olá Marília,
    Muito Obrigada por aderires ao desafio e Muitos Parabéns pelo teu Brooklyn que está realmente uma perfeição.
    A textura do pudim está sobrerba e o resultado pronto ficou excelente.
    Ainda bem que a receita agradou e espero que o mesmo aconteça com os próximos temas, para que nos continues a fazer companhia. :)

    Bjinhos
    Susana

    ResponderEliminar